30 de novembro de 2016

Viver de arte




Nunca me imaginei vivendo de arte!

Mas agira que vivo, não me imagino fazendo outra coisa a não ser criar.

A palavra ARTE deriva do latim que significa maneira de ser ou de agir, profissão , habilidade natural ou adquirida e na cultura romana possuia o sentido de oficio. Nesta concepção a arte estava ligada ao propósito de fazer.

Na minha cadeira de História da Arte com o profe Fernanda descobri que existe um movimento chamado Arts and Crafts que define muito bem a criação das minhas joias. Este movimento deu origem a vários ofícios e profissões que temos hoje em dia.

Segundo o professor Clóvis de Barros temos a tendência de explicar a arte pelo produto. Mas porque é mais artístico um quadro de Monet do que uma parede grafitada?
A arte se defini pelo tipo de força de manifestação do artista. Em outras palavras a arte é o resultado da loucura do artista, é o afastamento que ele consegue da verdade, é colocar os bixos para fora.

Por isso que arte pode ser qualquer manifestação.
Por isso que fazer arte não é fácil.
Depende muito mais do interior do artista do que de outros fatores.
Mas qual seria a graça se fosse facinho?

Gosto deste desafio diário de me inspirar, criar, prototipar e fazer nascer uma peça que no final da história será usada por outra pessoa.